Serviços

Troca do fluido da Transmissão Automática

O fluido da transmissão é responsável por:

  • Transmissão de força no conversor de torque, do motor para as rodas.
  • Lubrificação dos componentes internos da transmissão.
  • Limpeza dos componentes internos da transmissão.
  • Geração de força para aplicação das embreagens e freios.
  • Geração de movimento para as válvulas do corpo de válvulas.
  • Vedação interna dos elementos da transmissão.
  • Remoção do calor gerado pelo trabalho de seus componentes, especialmente pelo conversor de torque.

 

Quando é preciso trocar o fluido da transmissão?

Embora algumas montadoras não indiquem a troca do fluído do câmbio automático, o correto  é trocar o fluido a cada 50 mil km.

A transmissão automática trabalha em altas temperaturas, em especial no transito carregado, de maneira que fluído não suporta rodar tanto sem substituição completa. Outro cuidado importante é com o líquido de arrefecimento do motor, a “água do radiador”. Além de refrigerar o motor, ele também mantém a temperatura do fluído das transmissões automáticas. “Se o motor ferver, o câmbio superaquece junto e pode ter componentes avariados.

Principais causas da deterioração do fluido

As três maiores causas da deterioração do fluido:

  • Um aumento na temperatura do fluido devido a superaquecimento do motor ou uso severo da transmissão.
  • Patinação dos conjuntos de embreagens multidiscos da transmissão automática.
  • degradação do fluido devido à utilização prolongada sem trocas.

A equipe VIA LUBRIFICANTES é especializada e certificada na troca do fluido do cambio automático pela BRASIL AUTOMÁTICO empresa de capacitação, reparação e suporte técnico de câmbios automáticos com sede em São Paulo.

A BRASIL AUTOMÁTICO realizou um curso com a equipe VIA LUBRIFICANTES em março de 2014. Sendo ele: TREINAMENTO TÉCNICO DE VERIFICAÇÃO E TROCA DE  FLUIDOS EM TRANSMISSÕES AUTOMÁTICAS.