Blog

TROCA DO OLEO DE CÂMBIO

Embora não seja do conhecimento da grande maioria dos motoristas, o óleo do câmbio precisa ser revisado e substituído!
A substituição é necessária porque o lubrificante, com o passar do tempo e com a quilometragem rodada, perde suas propriedades protetivas em função da oxidação, levando o câmbio a apresentar ruídos e até mesmo à quebra, por conta do desgaste acentuado das engrenagens.
A manutenção preventiva deve ser feita de acordo com os prazos definidos, portanto, fique atento aos prazos de troca recomendados pela montadora! Na falta dessa informação no manual do veículo, proceda à substituição ao menos uma vez a cada 2 anos ou 50.000 km rodados.
Havendo a necessidade de substituição do lubrificante, é importante consultar o manual do veículo para utilizar um fluido com as especificações corretas.
Fundamental para o perfeito funcionamento do conjunto, o óleo do câmbio tem as seguintes funções: • proteger as peças internas contra corrosão e desgaste, diminuindo os efeitos do atrito entre as partes móveis; • refrigerar, diminuindo a temperatura de trabalho do equipamento; • limpar todos os componentes do equipamento; • executar a função hidráulica, transmitindo torque e manobrando peças internas do sistema.
É importante verificar o nível do óleo, pois a falta do fluido pode comprometer a lubrificação correta das peças. É difícil o câmbio queimar óleo, portanto, se o nível estiver baixo, verifique se existe algum vazamento.
As verificações do nível de fluido da caixa, assim como do seu aspecto físico, devem ser feitas sempre que possível, evitando um intervalo muito longo entre uma checagem e outra, para evitar desgastes ou quebra prematura do equipamento.
Cada veículo tem uma particularidade para verificação do nível, podendo ser por meio da vareta de nível ou, na falta desta, por meio do bujão de nível. O recomendado, portanto, é procurar uma loja especializada que realize o serviço, como a Via Lubrificantes!