Pontos de atenção quando se trata da troca de óleo do câmbio automático

Vale a pena trocar o fluido do câmbio automático via flushing? | Quatro Rodas

A troca do fluido da transmissão automática sempre gera dúvidas e até mesmo alguns enganos. Existem ainda alguns discursos antigos no universo automotivo e das oficinas mecânicas, os mais comuns são:

 

“ O óleo do Câmbio é vitalício”

“A troca do fluido pode resolver um problema mecânico de uma transmissão automática”

“ Só o fluido da marca que a montadora recomenda pode ser utilizado na troca”

“Todos os fluidos de transmissão automática são de cor vermelha”

 

Já ouviu alguma dessas falas acima? A verdade é que existe uma falta de conhecimento técnico muito grande sobre este assunto. E como há muitas informações equivocadas e sem fundamento técnico sobre o momento da troca de óleo de câmbios automáticos, os proprietários do veículo sempre ficam com aquela dúvida se realmente devem trocar ou não o fluido da transmissão.

Aqui vamos falar sobre os 3 principais pontos de atenção em relação à troca de óleo do câmbio automático do seu carro.

 

1 – PRA COMEÇAR: Devo realmente trocar o óleo do câmbio automático?

Sim !!! Quando realizada nos períodos corretos, a troca de óleo do câmbio previne desgastes prematuros nos componentes internos da transmissão, evitando eventuais danos ao veículo e até a necessidade de realizar uma manutenção muito mais cara depois. Estudos apontam que 80% dos problemas com a transmissão automática estão relacionados com a contaminação do fluido.

Resumindo: Fazer a manutenção preventiva é bom para a durabilidade da transmissão do seu carro e é bom para o seu bolso, já que uma manutenção corretiva de um câmbio automático costuma ter um custo muito elevado.

 

2 – Quando fazer a troca de fluido da transmissão?

As montadoras já especificam no manual do proprietário o período ideal para fazer a troca de óleo do câmbio. E segundo publicações de institutos técnicos de pesquisa de lubrificantes, na maioria dos carros é recomendado realizar a troca de óleo do câmbio no mínimo a cada 40 mil quilômetros ou 2 anos – tempo suficiente para evitar problemas na transmissão.

O ideal é realizar a verificação periódica do nível do lubrificante no manual do proprietário ou trazer o carro até uma de nossas unidades para avaliar a situação e possível necessidade de troca do óleo.

 

3 – Por que custa caro trocar o óleo do câmbio?

Será que realmente custa caro? Essa o Anderson aqui da Via Lubrificantes faz questão de responder no vídeo abaixo:

 

Vamos fazer uma conta rápida?? É simples:

O óleo do câmbio dura no mínimo 40 mil km, já o óleo do motor dura em média 10 mil km. Vamos usar estes números e os respectivos custos para troca para esta verificação simples, na ponta do lápis:

Custo médio uma troca completa do óleo do motor:

R$250,00 / 10.000km = R$0,025/quilômetro rodado.

Custo médio para trocar óleo do câmbio:

R$1.000,00 / 40.000km = R$0,025 / quilômetro rodado.

 

Assim fica fácil perceber que o valor do investimento em muitos casos é praticamente o mesmo. Por mais que o valor pago na hora da troca seja mais alto, ele se dilui nos quilômetros rodados e na sua segurança e de sua família.

Mantenha o óleo da transmissão em perfeitas condições e você garantirá a longevidade de sua transmissão automática.

Ainda tem dúvidas sobre o assunto? Entre em contato com uma de nossas unidades:

Unidade Castelo: (31) 3047-1160 | Unidade Buritis: (31) 3586-5591

Unidade Pampulha: (31) 3443-7816

Se preferir, clique no link abaixo e fale conosco pelo WhatsApp:

https://bit.ly/3hJg71l

 

Desenvolvido por: DMI software