PORQUE TROCAR O ÓLEO DO MOTOR

com o tempo, os aditivos originais da formulação vão se esgotando e o lubrificante começa a se degradar. Além disso, ocorre uma contaminação devido à queima do combustível e do óleo lubrificante. Tudo isso faz com que a eficácia da lubrificação do óleo diminua à medida que a quilometragem aumenta e, ao rodar com o óleo vencido, o motor sofre desgaste excessivo e tem sua vida útil reduzida.

Quando, afinal, devo trocar o óleo?
Você deve seguir as recomendações do manual do fabricante. No entanto, cada troca de óleo pode variar de acordo com as condições de uso do veículo. Se você roda pouco, é recomendável que o óleo seja trocado a cada 6 meses, mas se você enfrenta constantemente congestionamentos e estradas poeirentas, as trocas devem ser feitas com mais frequência.

Como verifico corretamente o nível do óleo?
Você pode verificar o nível do óleo depois de 5 minutos que o motor for desligado e deve fazê-lo em terreno plano. O nível do óleo deve estar entre as marcas de mínimo e máximo da vareta.

Devo completar o óleo?
Se o nível do óleo estiver próximo à marca de mínimo da vareta, você deve completá-lo, mesmo se não estiver na data de troca. Mas cuidado! A reposição constante pode indicar a existência de vazamentos ou desgaste excessivo dos componentes móveis do motor.

Posso apenas completar o óleo, sem nunca trocá-lo?
Não! O funcionamento do motor gera resíduos que se acumulam e contaminam o óleo, o que acelera o desgaste do motor, entupindo o filtro e, consequentemente, diminuindo a vida útil do motor.

Posso misturar óleos de marcas e tipos diferentes?
Não! Os óleos lubrificantes são elaborados a partir de componentes químicos

Desenvolvido por: DMI software